A Era de Aquário

O fenômeno da precessão dos equinócios, que ocorre a cada 2 mil anos, é considerado pela Astrologia como marco de um ciclo histórico para a humanidade, no qual predominam os valores sociais, culturais e religiosos relacionados com o signo que rege a era vigente. A última era foi regida pelo signo de Peixes e caracterizada pela predominância dos valores judaicos-cristãos no Ocidente. No entanto, especula-se sobre a iminência de uma nova era, desta vez, regida pelo signo de Aquário.

Há controvérsias sobre o marco inicial da era de Aquário, alguns acreditam que já tenha começado e outros que ocorrerá em um futuro próximo. No entanto, alguns sinais indicam a manifestação crescente das características associadas ao signo de Aquário, especialmente no campo religioso, mas também na comunicação e informação que se encontram exaltadas no signo.

A regência de Aquário impacta significativamente as instituições e movimentos de massa, uma vez que predomina neste signo a valorização da individualidade e a liberdade de expressão. Assim, a religião organizada em ritos estruturados e mediados por um sacerdote é substituída por uma visão de que é possível acessar Deus diretamente por meio da elevação da consciência. A divindade não é externa, está dentro do indivíduo e pode ser assimilada à medida em que a mente se expande para compreendê-la.

Desde o século XVIII, gradualmente se solidificou uma visão de mundo identificável, como uma alternativa teísmo judaico-cristão tradicional. Embora nenhum texto sagrado, organização central, membros, clero, centro geográfico ou credo una o movimento, ele é caracterizado por uma rede de fluxo livre de indivíduos que compartilham crenças e práticas semelhantes. O conhecimento disseminado em seminários, livros e internet ocupa o lugar de organizações e serviços religiosos, proclamando a nova consciência emergente.

A era astrológica de Aquário também é definida por uma mudança do paradigma vigente patriarcal (racional, cérebro esquerdo, física newtoniana) para um modelo feminino (intuitivo, cérebro direito, física quântica). Além disso, agrupa tendências ecléticas, tais como: monismo metafísico cósmico (self=mônada=Deus), panteísmo, aceitação da reencarnação, relativismo, negação do pecado, saúde holística, preocupações ecológicas, esoterismo, espiritismo e a expectativa de uma nova ordem mundial descentralizada e baseada na fraternidade universal.

E você, acredita que a Era de Aquário já começou ou ainda está por vir? Deixe sua opinião nos comentários.

Compartilhe
Categoria:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *