Detox de Alma

As dietas de desintoxicação corporal estão em voga e os seus benefícios de limpeza e de revitalização impulsionaram a sua propagação. As várias práticas adotadas, desde suco verde ao jejum intermitente, inspiraram uma reflexão: seria importante promover um detox de Alma também?

Evidentemente, a resposta depende do conceito adotado para Alma, que neste caso se refere à consciência humana ancorada no mundo sensorial.

Este mundo dos sentidos se encontra mais veloz na sociedade da informação. O telefone celular sempre à mão, a internet nos conectando com tudo e todos, ao mesmo tempo, e agora. São muitos estímulos simultâneos mesmo para aqueles denominados nativos digitais, ou seja, que já nasceram imersos nesta bolha da informação.

Os impactos dessa aceleração podem ter incrementando os índices de ansiedade depressão na população mundial.

No entanto, pesquisas sobre a meditação, utilizando recursos da moderna tecnologia, ofereceram indícios que essa antiga prática monástica pode promover bem-estar significativo para combater os efeitos indesejados do estresse contemporâneo.

Alguns resultados encontrados nas pesquisas científicas foram:

  • Meditadores desenvolvem a habilidade de cultivar as emoções positivas, processando melhor as emoções. Segundo a Universidade da Califórnia, observou-se um aumento de atividade em áreas cerebrais como hipocampo, tálamo e córtex frontal dos praticantes.
  • Melhora significativa na memória visual, segundo publicação da revista Psychological Science. Meditadores podem reter uma imagem por até 30 minutos na mente, mas para os não praticantes, a tendência é de dissolução imediata. Sabe aquele e-mail lido, mas que não sabe sobre o que se tratava? A placa que vista, mas esquecida?  
  • Redução sensível dos níveis estresse e ansiedade, conforme artigo do International Journal of Psychophysiology.

Os resultados são animadores e você não precisa se tornar um monge em tempo integral para obtê-los. Dedicar 20 minutos diários para a prática já é suficiente para obter benefícios.

Então, além do suco verde, que tal meditar também? Corpo e alma leve, mente sã.

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *