Como superar o padrão mental de escassez

Crédito:uihere.com

Você já ouviu falar em padrão mental de escassez?

O padrão mental de escassez foi moldado para garantir a sobrevivência da espécie humana em um meio ambiente hostil.

O homem das cavernas era uma presa fácil para animais maiores e, ao mesmo tempo, dependia das suas habilidades de caça para garantir a subsistência.

Assim, o cérebro humano desenvolveu mecanismos de proteção que propiciam um erro de avaliação, superestimando as ameaças e subestimando as oportunidades e os recursos. Esses mecanismos, podem ser considerados como uma margem de reserva automática para fugir mais rápido do perigo, percebendo-o como maior, se arriscar menos diante de oportunidades e poupar mais recursos.

De certa forma, o cérebro percebe os estímulos negativos com maior facilidade e rapidez. O cientista da Universidade de Berkeley, Rick Hanson, considera que o cérebro é um velcro para experiências negativas e um teflon para as positivas. A aderência e fixação do que é negativo é maior, propiciando comportamentos de insatisfação, autocrítica exacerbada e constante previsão de cenários catastróficos.

Superar o padrão de escassez é um dos passos do desenvolvimento espiritual, pois enquanto ressoamos esta vibração, somos como velcro para a negatividade, contaminando todas as áreas da vida e nos impedindo de acessar a luz divina. Sabe aqueles dias nublados, em que as nuvens escondem completamente o sol, mas ele ainda está lá brilhando?

Esse velcro aglutina negatividade, que se torna uma barreira para acessar a luz e as infinitas possibilidades da abundância. Por isso, a reprogramação do cérebro para sintonizar com as energias sublimes pode transformar a sua vida, que de um dia cinza, se tornará uma tarde ensolarada e brilhante.

A reprogramação se inicia com o famoso “orai e vigiai” que alerta para a purificação dos pensamentos e conexão com a fonte divina, ao mesmo tempo em que se evita o contágio pela negatividade. É o zelo para com aquilo que alimentamos a mente e também o que manifestamos no mundo.

Outro ponto importante é exercitar a gratidão. Perceber que você já usufrui da abundância e ser grato por cada sinal da sua manifestação, é como abrir as portas para um mundo novo, em que o cotidiano adquire um novo colorido.

Experimente e me conte nos comentários a sua percepção.

Compartilhe

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *