Será que o meu signo tem a ver com o seu?*

Eros e Psique

Quem nunca fez esta pergunta ao se deparar com um outro? Principalmente quando não se trata de um qualquer, mas um outro especial, quase único, dotado de magia e encanto?

É uma pergunta que a Astrologia poderia responder? Não seria recomendável tomar a parte pelo todo. O mapa astrológico é um conjunto de signos e astros inter-relacionados. A questão fez referência ao signo solar, aspecto que, embora muito relevante, constitui-se como apenas um dos pontos a serem interpretados no mapa astrológico.  Analisar apenas o signo solar é um reducionismo do conhecimento astrológico e não faz parte da sua tradição. Enquanto a Astrologia é um conhecimento milenar presente em diversas civilizações, o horóscopo foi adotado somente a partir de 1930 pelos jornais norte-americanos.

A Astrologia sempre despertou o  interesse popular, mas os meios  de comunicação em massa  tinham dificuldades para  divulgá-la em virtude da sua aplicação ser personalizada. O mapa astrológico é traçado para o dia, mês, ano, hora e local de nascimento da pessoa. Além disso, 4 minutos de diferença no horário de nascimento determinam diferenças entre um mapa e outro. Por isso, nem sempre os irmãos gêmeos têm mapas idênticos. Então, para possibilitar que a Astrologia estivesse no noticiário, os jornais adotaram o horóscopo: a descrição e previsão baseada exclusivamente no signo solar.

O horóscopo tem como referencial o zodíaco, o caminho imaginário percorrido pelo Sol em torno da Terra. Cada faixa do zodíaco tem trinta graus e corresponde a um signo e a aproximadamente um mês do calendário.

zodiac

A Astrologia, por se tratar de simbologia, leva em conta que nascemos na Terra e observamos os astros deste ponto de vista. Dessa forma, embora o Sol seja o centro da galáxia de acordo com a Astronomia, nós terráqueos, observamos o Sol dar voltas na Terra, se levantar e se por todos os dias.

Por fim, o mapa astrológico além de único, pessoal e intransferível, é sistêmico. Embora o Sol no mapa tenha uma importância significativa, vários outros fatores do sistema podem interferir e modificar suas características.

Assim, a pergunta, melhor formulada, seria: será que o meu mapa astral tem a ver com o seu?

Um bom astrólogo, nesse caso, poderia ajudar a responder a pergunta por meio de um método denominado Sinastria. Trata-se da interpretação combinada de dois mapas astrológicos. Essa técnica leva em consideração os pontos de luz e sombra do relacionamento, ampliando a compreensão do outro para fortalecer os aspectos positivos da relação e acolher as possíveis arestas. Dessa forma, sem perder a empatia e o respeito pela singularidade dos componentes da relação,  são apontadas as características peculiares do dueto, frutos da alquimia mística do relacionamento. O outro, que é único, nos transforma, e, juntos, somos dois, cada um de nós singular, mas de alguma forma outro.

Nós ≠ Eu + Outro

A Sinastria é  um estudo astrológico para compreender melhor a relação entre dois indivíduos, sejam estes: casais, amigos, pais e filhos, chefe e subordinado, etc.

Para adquirir um estudo de Sinastria  aqui no Sincronicidadelab.com:

Sinastria – Mapa Astral de Relacionamentos

* Trecho da música “Noite do Prazer” de Claudio Zoli.

Compartilhe
Categoria:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *